segunda-feira, fevereiro 07, 2011

O que significa PEACE?


Como muitos já sabem “peace” é uma palavra inglesa que significa “paz” em Português. Contudo, nos últimos tempos (literalmente), esta sigla tem sido usada como P.E.A.C.E. em pregações pré-moldadas, preparadas e formatadas por Rick Warren e seus adeptos, inclusive no Brasil.

Numa flagrante deturpação dos ensinos bíblicos eles afirmam que a igreja tem hoje a missão de consertar tudo aquilo que está errado no mundo, aquilo que segundo eles são os gigantes da atualidade, e que a política não conseguiu consertar. Ocorre que não há mais novo mandamento para a igreja do Senhor Jesus Cristo, a igreja verdadeira já tem o seu mandamento descrito nas Escrituras Sagradas de uma vez e para sempre.

Amados, procurando eu escrever-vos com toda a diligência acerca da salvação comum, tive por necessidade escrever-vos, e exortar-vos a batalhar pela fé que uma vez foi dada aos santos. – Judas 3-ACF

Irmãos, não vos escrevo mandamento novo, mas o mandamento antigo, que desde o princípio tivestes. Este mandamento antigo é a palavra que desde o princípio ouvistes. – I João 2:7-ACF

Portanto ide, fazei discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo; - Mateus 28:19-ACF

E disse-lhes: Ide por todo o mundo, pregai o evangelho a toda criatura. – Marcos 16:15-ACF

Os seguidores de Rick Warren, usam esta palavra como acróstico da seguinte maneira:

http://www.propositos.com.br/geral.php?pagina=interno/peace.php&codigotipo=6

http://www.propositos.com.br/

P lantar Igrejas com Propósitos,
E quipar os lí deres,

A ssistir os pobres,
C uidar dos doentes,
E ducar para próxima geração.

Para fazer jus ao propósito deles de usar a palavra PEACE, propositalmente rearranjamos o acróstico da seguinte maneira, adequando-o mais precisamente a algumas das coisas que de fato vêm ardilosamente camufladas neste vento de heresia:

P – Pregar mensagens superficiais, geralmente com apelo emocional, sem aprofundamento doutrinário, sem o uso de pregação expositiva; ou simplesmente não pregá-las. (Que pregues a palavra, instes a tempo e fora de tempo, redarguas, repreendas, exortes, com toda a longanimidade e doutrina. – II Timóteo 4:2-ACF)

E – Ensinar somente o que for agradável ao ouvinte, como situações do cotidiano e atendimento de necessidades pessoais e interpessoais. (Porque nunca deixei de vos anunciar todo o conselho de Deus. – Atos 20:27-ACF)

A – Adoçar o culto para que ele se torne mais “palatável aos adoradores”, em especial os “sem-igreja” vindos da comunidade, recheando-os com expressões corporais, teatro e várias manifestações atrativas.(Rogo-vos, pois, irmãos, pela compaixão de Deus, que apresenteis os vossos corpos em sacrifício vivo, santo e agradável a Deus, que é o vosso culto racional. E não sede conformados com este mundo, mas sede transformados pela renovação do vosso entendimento, para que experimenteis qual seja a boa, agradável, e perfeita vontade de Deus. – Romanos 12:1,2 – ACF)

C – Checar a existência dos “resistentes”, (mais conhecidos como remanescente fiel), identificá-los e propositalmente marginalizá-los. (Meus irmãos, não tenhais a fé de nosso Senhor Jesus Cristo, Senhor da glória, em acepção de pessoas. – Tiago 2:1-ACF)

E Eleger e prestigiar líderes comprometidos com os “propósitos”; incrementando a isto, o uso de tecnologia, para uma mídia intensa dos “trabalhos” da igreja. (Muitos propósitos há no coração do homem, porém o conselho do SENHOR permanecerá. – Provérbios 19:21-ACF)

Estes líderes estão com um propósito pragmático, ou seja, a busca por resultados práticos, esquecendo-se de que para o cristão os fins não justificam os meios. Jesus nunca foi “politicamente correto” e também nunca ensinou que as multidões iriam sempre segui-lo, muito pelo contrário. Analisando este artigo constatamos exatamente isto:

Igreja Pragmática - Voltada para Resultados

"Então disse Jesus aos doze: Quereis vós também retirar-vos?" João 6:67-ACF.
Jesus Cristo nunca demonstrou esperar que as multidões O seguissem. Aliás, quando as multidões O seguiram, após a multiplicação dos pães, Ele afirmou: "Jesus respondeu-lhes, e disse: Na verdade, na verdade vos digo que me buscais, não pelos sinais que vistes, mas porque comestes do pão e vos saciastes
." João 6:26-ACF.
Seguir a Jesus Cristo de fato, ser verdadeiramente Seu discípulo, implica em muito mais do que usufruir de Suas preciosas e indizíveis bênçãos. Jesus mesmo afirmou: "...Se alguém quiser vir após mim, negue-se a si mesmo, e tome a sua cruz, e siga-me." Marcos 8:34b-ACF.
Quantos, dentre essa multidão dos chamados 'evangélicos' que lotam igrejas chamadas 'neo-evangélicas', nos nossos dias, são realmente pessoas dispostas a sofrer e até a morrer por amor ao seu Senhor? Afinal, 'aquele que não aceita a Cristo como Senhor de sua vida, também não pode usá-lO como Salvador de sua alma'.
Buscar a Cristo para receber bênçãos apenas, e liderar multidões para que a igreja e seus pastores sejam considerados 'bem-sucedidos' em seus ministérios por isso, pode significar o assumir a pregação de uma mensagem 'politicamente correta', mas que não irá produzir "...frutos dignos de arrependimento;" Mateus 3:8b-ACF, por não conter a mensagem completa do evangelho do nosso Redentor, que consiste em arrependimento e fé. "...Arrependei-vos, e crede no evangelho." Marcos 1:15b-ACF.
Cristo espera de nós que preguemos a mensagem íntegra e verdadeira de Seu evangelho eterno, e não acomodemos a nossa visão e pregação como igreja de acordo com moldes mundanos e pragmáticos. Os resultados que devemos esperar devem ater-se a vidas santificadas dos membros da igreja, seja qual for a sua quantidade.

Jesus Cristo, nosso Senhor, exemplo e Mestre disse: "Entrai pela porta estreita; porque larga é a porta, e espaçoso o caminho que conduz à perdição, e muitos são os que entram por ela; E porque estreita é a porta, e apertado o caminho que leva à vida, e poucos há que a encontrem." Mateus 7:13,14-ACF e "...porque muitos são chamados, mas poucos escolhidos." Mateus 20:16b-ACF.

Então, o que devemos esperar nós?

Para uma análise profunda e abrangente, acesse:

http://www.espada.eti.br/pragmatismo.htm

http://www.espada.eti.br/db035.asp (Parte 1 de 4)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails